IAB Campinas

Blog

02
abr

São Paulo vai sediar próxima edição de Bienal Ibero-americana de Arquitetura

A cidade de São Paulo foi escolhida para sediar a edição 2016 da Bienal Ibero-americana de Arquitetura e Urbanismo (BIAU), promovida pelo governo espanhol, conforme anúncio oficial feito no dia 16/03.

O IAB-SP (Instituto de Arquitetos do Brasil) e a Prefeitura de São Paulo vão reunir um comitê para organizar a décima edição do evento na capital paulista.

É muito importante para o Brasil que, em menos de dois anos, o país tenha sido escolhido para sediar dois eventos importantes para a Arquitetura: a BIAU e o congresso mundial da UIA [União Internacional dos Arquitetos] em 2020”
Arquiteto Alvaro Puntoni, organizador da representação brasileira na edição da BIAU de 2014, que aconteceu em Rosário, na Argentina.

Em 2014, a cidade argentina recebeu mais de 2 mil visitantes, com a presença de 70 conferencistas de toda a América Latina e Espanha. A Bienal também premiou trabalhos que “aproveitam os valores, as técnicas e culturas específicas para melhorar a vida dos cidadãos”.

Ainda está em debate qual deve ser o eixo temático da BIAU brasileira. Segundo Puntoni, um dos temas possíveis para o evento de 2016 é a questão da mobilidade urbana.

“Agora, os próximos passos são o IAB e a Prefeitura de São Paulo se reunirem com o CAU/SP e outras entidades para começar a construir esse evento”, acrescentou.

Realizada desde 1998, a Bienal Ibero-americana de Arquitetura e Urbanismo já teve oito edições, em cidades como Lisboa e Cádiz (Espanha). A intenção do governo espanhol é promover o reconhecimento do arquitetos com trabalhos significativos na área, destacar as publicações especializadas de qualidade e premiar trabalhos de pesquisa, tanto de acadêmicos quanto de estudantes de Arquitetura e Urbanismo. O Brasil participou da Biau com diversas obras importantes, enter elas a Praça das Artes, no centro de São Paulo, que foi uma das premiadas na edição argentina.

Instalação na VIII Bienal de Arquitetura e Urbanismo Iberoamericana