IAB Campinas

Blog

30
set

Projeto de requalificação da Avenida Francisco Glicério em Campinas

Arquiteta Urbanista Maria Rita Silveira de Paula Amoroso foi convidada pelo Prefeito de Campinas Jonas Donizette para o lançamento do projeto de Revitalização do Centro da cidade de Campinas no dia 09 de de Setembro de 2011. Convite Revitalizac¸a~o do Centro 11.09 A Arquiteta Maria Rita Silveira de Paula Amoroso já havia feito um diagnóstico sobre a situação de abandono dos edifícios da área Central de Campinas, conforme explica abaixo em uma conversa com o Presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil IAB Departamento São Paulo Núcleo Campinas Alan Cury: A ideia do projeto de Requalificação da Avenida Francisco Glicério surgiu há alguns anos, quando realizei um diagnostico sobre a situação de abandono dos edifícios da área central de Campinas.

O diagnostico foi discutido com representantes do comercio local e com alguns moradores que ainda se mantêm no centro, apesar da falta de segurança noturna, da existência de drogas e da prostituição locais. O trabalho serviu também para verificar como se encontravam os equipamentos urbanos e os edifícios históricos.Abriu-se, portanto um caminho para a proposta da ocupação ordenada do centro de Campinas.

Compartilhando sugestões da população, surgiram propostas de limpeza das fachadas, a padronização de suas identificações e a fiação enterrada, resultando em mais segurança e proporcionando maior despoluição visual. Através da proposta de calçadas padronizadas, planas e sinalizadas para os deficientes, inclusive a sonora para as travessias, e da criação de uma ciclo faixa, a acessibilidade seria contemplada.

A inserção de mais áreas verdes para a valorização das praças existentes no centro contribuiria na diminuição de ilhas de calor geradas principalmente pelos gazes emanados dos veículos. Soluções que evitassem as constantes pichações nos prédios públicos e privados tais como a inserção e valorização da arte urbana contribuiriam também para a limpeza das fachadas. E o incentivo a permanência do comercio e serviços em período noturno traria um maior numero de habitantes na área central, de modo que sua vida noturna seria restabelecida o mais rápido possível com qualidade. Por consequência, teríamos a promoção da cultura e lazer com a priorização do turismo gastronômico e cultural entre outras abordagens. Ao mesmo tempo em que todas estas as propostas eram elencadas, também eram incorporadas ao projeto urbanístico que estava nascendo.

Outra proposta importantíssima que também foi sinalizada pelas sugestões destes representantes da sociedade é o resgate da historia cultural, que poderia ser atingido com o novo plano urbanístico através do envolvimento dos vários agentes sociais interessados nas discussões sobre o destino de seu patrimônio cultural remanescente. Assim, soluções definitivas seriam alcançadas com a promoção de ações de integração entre seus usuários, possibilitando a inclusão de todos os cidadãos.

Como arquiteta e urbanista, apaixonada pela historia de Campinas, inclusive atuando junto ao IAB como diretora de Patrimônio, agreguei minhas experiências anteriores em congressos e trabalhos de proteção e requalificação urbanas nacionais e internacionais, tais como em Portugal, na Itália e na Inglaterra, a estas propostas para o centro da nossa cidade. A partida para transformar o projeto em realidade foi dada pela vontade politica do Prefeito Municipal de Campinas Jonas Donizete. Ele acreditou na ideia que já vinha sendo amplamente discutida pelas Secretarias de Cultura e Desenvolvimento Econômico Social e Turismo, juntamente com os vários segmentos da sociedade. Então, junto com as contribuições de projetos complementares desenvolvidos pelas entidades de classe IAB-Campinas, SINDUSCON-SP e ABCP, a cidade ganha um projeto que é uma proposta para ser amplamente discutida dentro dos conselhos municipais e por toda a sua população. Acredito que novas sugestões trarão enriquecimento de soluções, pois a cidade é viva e em permanente transformação.

Assim, o projeto também deve contemplar a flexibilização, a qual permite o atendimento às diferentes demandas de seus cidadãos ao longo do tempo.

110914_Apresentação do Projeto de Revitalizaçao do Centro_Foto Luiz Granzotto_03
110914_Prefeito Jonas e a Arquiteta Maria Rita e Diretores do Sinduscom_Revitalização do Centro_Foto Luiz Granzotto 17.jpg_OK
110914_Apresentação do Projeto de Revitalizaçao do Centro_Foto Luiz Granzotto_07_OK
110914_Apresentação do Projeto de Revitalizaçao do Centro_Foto Luiz Granzotto_06
110914_Apresentação do Projeto de Revitalizaçao do Centro_Foto Luiz Granzotto_05_OK
110914_Apresentação do Projeto de Revitalizaçao do Centro_Foto Luiz Granzotto_05
110914_Apresentação do Projeto de Revitalizaçao do Centro_Foto Luiz Granzotto_04

Etapas da Intervenção Urbana proposta para Requalificação da Avenida Francisco Glicério :

1-Despoluiçao Visual Limpeza das fachadas

2-Calçadas Padronização e sinalização para acessibilidade ,todos os cabeamentos subterrâneos assim como toda infra –agua e esgoto mapeada e executada desde a saída de cada edifício, terreno baldio ou praça.

3-Patrimonio Histórico e Equipamento Publico Valorização com uso adequado –conservação e reabilitação

4- Mobiliário Urbano Adequação do mobiliário urbano – Bancas ,lixeiras ,Bancos de praça ,floreiras e defensas metálicas ou de concreto.

5- Acessibilidade Nas calçadas ,edifícios ,Ruas e Avenidas

6-Estaçoes de Transferências Padronização ,conservação e uso adequado.

7-Vagas padronizadas –Paradas Rápidas Bancos e farmácias

8-Iluminação Prédios históricos ,Corredores Culturais, Corredores gastronômicos,

9-Ciclovia Estudo de viabilidade de ciclovia .

10-Garagens Bolsões de garagens para acessar o centro histórico mais rapidamente e com maior conforto.

11-Banheiro Publico Podendo ser localizado dentro da própria área de garagem ou dentro de algum edifício degradado Reabilitado com função Publica . Confira abaixo matérias publicadas na imprensa local dando destaque para a revitalização do Centro de Campinas e da Avenida Francisco Glicério.

 

Matéria na EPTV       CBN - a Rádio que Toca Noticias